“Comer carne humana pode parar as mudanças climáticas”, afirma cientista

"Comer carne humana pode parar as mudanças climáticas", afirma cientista
O ator Anthony Hopkins como Hannibal, o canibal.

Muitas soluções estranhas foram propostas para combater as mudanças climáticas, mas o que um cientista sueco sugeriu deixou todos sem palavras: comer carne humana!

Superpopulação e canibalismo são temas recorrentes em obras distópicas de ficção científica. Mas para Magnus Söderlund, isso pode estar longe de ser fantasia e, de fato, ele acredita que é uma das soluções para conter a mudança climática, garantindo que, desejando ou não, no futuro, comer carne humana seja uma das soluções.

Na Gastro Summit, uma cúpula onde o tema da comida do futuro é abordado, Söderlund indagou:

O ser humano seria capaz de comer carne humana, além dos tabus conservadores sobre o canibalismo e que este não deveria ser eliminado?

Segundo o jornal La Gran Época, o cientista mencionou que a repulsa de pessoas pela carne humana pode ser gradualmente superada, começando com pequenos testes.

O humano é egoísta demais para viver de maneira sustentável?

O canibalismo é a solução para a sustentabilidade alimentar do futuro?

A geração Z tem as respostas para nossos desafios nutricionais?

Os consumidores podem ser levados a tomar as decisões certas?

Esses forma vários dos pontos tocados na cúpula.

No final, Söderlund foi entrevistado e a pergunta mais óbvia era se ele tentara ou tentaria carne humana. Ele disse que não, e hesitaria em fazê-lo, mas não acha que é muito conservador, garantindo que pelo menos ele estaria aberto à ideia de tentar.

Outras sugestões de alimentos incluem insetos e animais de estimação, mas o canibalismo recebeu toda a atenção.

Embora instintivamente, as pessoas relutem a comer carne humana, a moral e a ética podem ser os verdadeiros culpados dessa reação. O canibalismo ocorreu ao longo da história, em diferentes espécies e culturas humanas. Na ocasião, foi ele foi utilizado por grandes guerreiros como um método de tomar a força do inimigo derrotado. Outras tribos consumiam carne humana como parte de rituais.

Mas o desespero é o tópico que mais tem levado as pessoas a consumirem carne humana. Há relatos recentes de canibalismo, durante a fome de 2013 na Coréia do Norte, durante o cerco a Leningrado no início dos anos 40 ou a guerra civil chinesa dos anos 50.

Na Europa também há registros de canibalismo, ou como desde o século XIV ao século XVIII eram comercializas partes humanas como remédio, especialmente ossos, sangue e gordura.

Mas para todos os curiosos, comer carne humana cozida não é mais perigoso do que comer carne de gado, mas há um órgão que deve ser evitado: o cérebro.

A tribo da Papua Nova Guiné, até recentemente, era conhecida por praticar canibalismo, comer seus parentes falecidos. Essa tribo foi a única a sofrer uma epidemia de Kuru, uma doença de encefalopatia espongiforme e transmissível, fatal.

E você, o que você acha disso? Você estaria disposto a comer carne humana para salvar o planeta?

(Fonte)

1
Deixe um comentário

Deixe uma resposta

  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] algo muito estranho, não é mesmo? Mas não tão estranho quanto a sugestão de um cientista de que deveríamos comer carne humana para controlar as mudanças […]