Casal “cultiva” móveis na fazenda

Casal "cultiva" móveis na fazenda
Cadeiras podem custar mais de US$ 12.000.

Em um campo de 8 mil metros quadrados na região central da Inglaterra, Gavin e Alice Munro estão levando a sustentabilidade para o próximo nível: eles colhem árvores que moldam para crescer como cadeiras.

O casal tem uma fazenda de móveis em Derbyshire, onde cultivam 250 cadeiras, 100 luminárias e 50 mesas. É a resposta deles para o que consideram o processo ineficiente e pesado em carbono de cortar árvores maduras para criar móveis.

Gavin disse:

Em vez de cultivar uma árvore à força por 50 anos e depois cortá-la e transformá-la em pedaços cada vez menores … a ideia é cultivar a árvore na forma que você deseja diretamente. É um tipo de impressão 3D zen.

Parte da inspiração para a ideia surgiu quando Gavin era garoto. Ele viu um bonsai coberto de vegetação que parecia uma cadeira.

Ele também nasceu com uma coluna curvada e, quando criança, passou vários anos usando uma armação de metal para restaurar as costas.

Gavin ainda disse:

A equipe (médica) foi simplesmente brilhante. As enfermeiras, os médicos, combinaram gentileza e competência, o que realmente me impressionou.

Eu queria combinar cuidado e competência e espero que seja isso que estamos fazendo aqui

O homem de 44 anos começou a experimentar em 2006, quando tentou cultivar cadeiras em dois pequenos lotes de terra no Peak District, também no centro da Inglaterra.

Mas em 2012, um ano após o casamento, Gavin e Alice montaram a empresa Full Grown e se comprometeram com a ideia em tempo integral.

O progresso tem sido instável. Uma de suas primeiras tentativas de colheita terminou em desastre quando foi pisoteada por vacas e comida por coelhos.

Os móveis são cultivados numa área de 8.000 metros quadrados.

Eles também tiveram que descobrir a maneira mais eficaz de moldar uma árvore sem prejudicar seu crescimento. O casal aprendeu a guiar os brotos que já estavam indo na direção certa, em vez de forçar os brotos na direção errada contra sua vontade.

O trabalho e o tempo envolvidos na produção das peças orgânicas significam que elas não são baratas. As cadeiras são vendidas por US$ 12.480, as lâmpadas por US$ 1.120-2.870 e as mesas por US$ 3.120-15.600.

Em média, uma cadeira leva de seis a nove anos para crescer – e mais um ano para secar. A comissão mais longa da empresa é para 2030. É uma cadeira para a aposentadoria de um cliente.

Gavin disse:

Você conhece o dano que causamos com às florestas. Estamos apenas começando a realmente entender isso. [O que fazemos] é exatamente o contrário, usamos … técnicas antigas que usamos na idade da pedra

Sabe-se que romanos antigos, chineses e japoneses moldavam árvores para personalizar suas formas.

Gavin e Alice esperam começar a colheita anualmente até 2022.

A longo prazo, eles querem comprar uma fazenda que possam usar como um centro experimental. Eles também querem espalhar seus conhecimentos através de consultoria.

A médio prazo, Alice quer um novo conjunto de jantar. Mas isto irá demorar pelo menos uma década para crescer.

(Fonte)


Enquanto uns cultivam coisas naturais, outros “cultivam” coisas artificiais

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

  Subscribe  
Notify of