Menina de 11 anos salva amiguinha de crocodilo, arrancando os olhos da fera

Menina de 11 anos salva amiguinha de crocodilo, arrancando os olhos da fera

Em uma rara demonstração de bravura, uma menina de 11 anos de Hwange Town, no Zimbábue, mergulhou em um riacho e pulou em cima de um crocodilo antes de arrancar os olhos do animal para resgatar uma amiga de 9 anos que havia sido agarrada pelo réptil.

O incidente aconteceu em outubro passado (2019), quando Latoya Muwani foi atacada por um crocodilo enquanto nadava com amigos em um riacho na vila de Sinderela.

No entanto, Rebecca Munkombwe, uma aluna da sexta série de uma escola local, exibiu seu heroísmo quando, logo após sair do riacho, ela foi alertada por gritos de ajuda vindos da água.

Depois de ver que sua amiga Latoya estava lutando para permanecer na superfície da água e estava sendo afastada, seu instinto lhe disse que ela tinha que ajudá-la.

Ela rapidamente mergulhou na água, onde descobriu que Latoya estava sendo puxada pelo grande réptil que a agarrara na mão e na perna.

Ela montou em cima do réptil e começou a arrancar os olhos até que este afrouxou o controle sobre Latoya. Rebecca então a ajudou a sair do riacho.

O Sunday News localizou a jovem heroína e ela narrou como, apesar de lutar contra o crocodilo e resgatar sua amiga de nove anos, ela não sofreu ferimentos.

Rebecca disse:

Acabamos de sair da água quando ouvimos Latoya, que ficou sozinha nadando perto da zona da fundura do pescoço, gritando que algo estava mordendo sua mão. Como eu era a mais velha das outras sete crianças, senti o impulso de salvá-la. Então, pulei na água e nadei até onde ela estava lutando para flutuar. Ela estava gritando de dor por algo estar mordendo e puxando-a para baixo.

Ela disse que quando se aproximou de Latoya, percebeu que um crocodilo estava com as mandíbulas presas na coxa da amiguinha.

Ela disse:

Pulei em cima do crocodilo e comecei a bater com as mãos nuas antes de usar os dedos para cutucar os olhos até que ela a soltasse. Quando ela estava livre, nadei com ela até as margens onde as outras crianças a puxaram para fora da água. Felizmente, o crocodilo não nos atacou depois de libertar Latoya.

O Sunday News também visitou o Hospital St. Patrick, onde Latoya foi internada, mas o administrador impediu a equipe de vê-la.

Uma enfermeira do hospital, que falou sob condição de anonimato, disse que Latoya teve sorte de ter escapado com ‘ferimentos leves’, pois o crocodilo não fraturou seus ossos.

O pai de Latoya, Fortune Muwani, não conseguiu esconder sua gratidão, descrevendo a sobrevivência de sua filha como milagrosa.

Ele disse:

Eu estava no trabalho quando soube que minha filha havia sido atacada por um crocodilo enquanto nadava. Por um momento, pensei no pior antes de saber que ela havia sobrevivido depois de ser salva por Rebecca. Como ela conseguiu fazer isso, não sei, mas sou grato a Deus. Latoya está se recuperando bem aqui no St Patrick e esperamos que ela receba alta assim que seus ferimentos não forem mais graves.

O vereador da ala 10, Steve Chisose, confirmou o ataque argumentando que esses incidentes estavam se tornando preocupantes.

Ele informou:

Sim, houve outro ataque de crocodilo envolvendo uma garota que sobreviveu por sorte depois que uma amiga veio em seu socorro bem na hora. Falei com o pai, que me disse que ela estava em tratamento no St. Patrick’s. O que também está contribuindo para esses incidentes é que … as mulheres geralmente são acompanhadas por seus filhos que não as obedecem e acabam nadando nesses corpos d’água. Apelo à ZimParks para remover esses répteis antes que causem danos mais graves ou morte

O incidente eleva para três o número de pessoas, principalmente crianças, que foram atacadas no córrego, que é um afluente do rio Deka.

O riacho, que tem um fluxo contínuo, obtém a maior parte de sua água do efluente da Zimbabwe Power Company e passa por várias etapas de tratamento antes de passar pela área a caminho do rio Deka.

Este ano, um homem de 21 anos foi atacado e morto por um crocodilo enquanto pescava em um buraco abandonado que se encheu de água em Madumabisa.

(Fonte)

Pelo jeito, outubro foi o mês dos ataques por crocodilos. No final do mês um homem na Austrália, que também foi atacado por uma dessas feras, escapou dando socos no animal.

Deixe sua opinião na área de comentários mais abaixo e não esqueça e visitar nossa página principal clicando aqui. Muitas outras coisas interessantes – e muitas vezes estranhas e absurdas – estão ocorrendo neste planeta…

Deixe uma resposta