“Popeye” russo inicia cirurgia para remover três litros de vaselina de seus braços

Um ‘fisiculturista’ russo cujos bíceps injetados com óleo lhe rendeu o apelido de “Popeye”, teve que passar por cirurgia para salvar seus braços.

"Popeye" russo inicia cirurgia para remover três litros de vaselina de seus braços

Kirill Tereshin, 23 anos, injetou três litros de óleo nos braços para obter a aparência de músculos enormes e inchados.

No entanto, ele chegou a um extremo que lhe disseram que ele poderia morrer ou sofrer amputação se não se livrasse do bíceps falso.

O atleta de 23 anos, que também é lutador de MMA, foi persuadido a ser submetido a tratamento urgente por Alana Mamaeva, uma das principais ativistas de vítimas de cirurgia plástica mal feita.

"Popeye" russo inicia cirurgia para remover três litros de vaselina de seus braços

Tereshin explicou como começou a “cultivar” seus braços, dizendo:

Quando terminei o serviço militar, comecei a me transformar e fiz tudo em casa. Minha mãe estava muito preocupada com o que eu estava fazendo, mas estamos bem agora que ela sabe que o synthol pode ser removido.

No começo, eu queria injetar óleo synthol em outras partes do meu corpo, mas então os problemas começaram e eu parei de usá-lo.

Mamaeva ajudou Tereshin a arrecadar fundos para a cirurgia e foi com ele ao hospital, onde ela descreveu como os músculos artificiais eram “horríveis, horríveis” em comparação com seu corpo “esbelto”.

A operação de duas horas foi realizada pelo cirurgião Dmitry Melnikov, que descobriu que Tereshin havia realmente usado uma geleia barata do tipo vaselina para aumentar seus braços – e não o óleo de aprimoramento syntol, como o jovem de 23 anos afirmou anteriormente ter usado.

O médico explicou que a vaselina satura “os músculos sob os tecidos da pele e a própria pele”.

Falando sobre a cirurgia, o Dr. Melnikov continuou:

A vaselina não foi projetada para injeção, apenas aplicação externa. Kirill injetou cerca de três litros em cada braço. Ele saturou os tecidos musculares, bloqueou o fluxo sanguíneo.

Como resultado, o tecido morre e é substituído por uma cicatriz tão dura quanto uma árvore, você pode até bater nela e ouvir o som usual. Nós removemos tudo isso.

Ele tinha febre alta, fortes dores e fraqueza.

Melnikov continuou dizendo que Tereshin teve sorte do dano ter permanecido apenas em seus membros porque a vaselina pode “afetar todo o corpo, principalmente os rins”.

Embora a primeira operação esteja fora do caminho, ele ainda tem várias cirurgias por vir.

O cirurgião ainda disse:

Acho que Kirill não percebeu completamente as consequências do que estava fazendo.

(Fonte)

É impressionante com tem pessoas que não pensam nas consequências antes de fazerem certas ‘modificações’ aos corpos. Às vezes o preço pode acabar sendo caro demais.

Deixe sua opinião na área de comentários mais abaixo e não esqueça e visitar nossa página principal clicando aqui. Muitas outras coisas interessantes – e muitas vezes estranhas e absurdas – estão ocorrendo neste planeta…

Deixe uma resposta