Turistas são presos em Machu Picchu por danificarem templo e lá defecarem

Um dos detidos pode receber sentenças de até oito anos de prisão, conforme estipulado no Código Penal do Peru dedicado a crimes contra o patrimônio cultural.

Turistas são presos em Machu Picchu por danificar templo e lá defecarem
 
Templo do Sol, Machu Picchu.

Os turistas são seis no total, três de nacionalidade argentina e os restantes de nacionalidades chilena, francesa e brasileira. Eles foram presos pelas autoridades na área do mirante do ‘Templo do Sol’, acusados ​​de ter causado a queda de uma pedra de seis metros de altura, que causou um afundamento do solo e também de terem defecado em uma área adjacente.

Cinco dos presos por atacarem o patrimônio arqueológico de Machu Picchu fizeram uma declaração e foram deportados para seus respectivos países na quarta-feira. O único detido é um argentino de 28 anos, Nahuel Gómez, que será julgado como o suposto autor de ‘extração ilegal de bens culturais’, um crime com pena de três a oito anos de prisão, informaram fontes da polícia e da embaixada argentina no Peru.

Fragmento desprendido da rocha.

O governo regional lembrou a todos os visitantes que eles são obrigados a proteger e respeitar o patrimônio. No caso do Templo do Sol, a entrada em alguns setores é proibida pelo delicado estado de conservação em que se encontra.

Machu Picchu é o principal destino turístico do país e todos os dias é visitado por milhares de turistas, que acessam o local de trem pela cidade de Cusco, localizada a 1.165 quilômetros a sudeste de Lima.

(Fonte)

Humanos absurdos vêm de todas as nacionalidades. Avançamos em pleno Século XXI e algumas pessoas ainda se comportam como se tivessem na Idade das Trevas. Uma vergonha.

Deixe sua opinião na área de comentários mais abaixo e não esqueça e visitar nossa página principal clicando aqui. Muitas outras coisas interessantes – e muitas vezes estranhas e absurdas – estão ocorrendo neste planeta…

Deixe uma resposta