“Inferno na Terra” queima há mais de 100 anos nesta cidade da Índia

Compartilhe a notícia com o planeta!

Um inferno incontrolável queima logo abaixo da superfície da Terra em Jharia, Índia, consumindo lentamente um vasto estoque de carvão e ocasionalmente abrindo imensos abismos que engolem tudo acima deles.

"Inferno na Terra" queima há mais de 100 anos nesta cidade da Índia
Na cidade de Jharia e arredores, um incêndio subterrâneo queima desde 1916 – ou até mais, de acordo com os habitantes locais. Foto: Johnny Haglund

O fotojornalista Johnny Haglund documenta como é viver neste inferno com a foto The Earth is on Fire (A Terra Está em Chamas), que ficou em segundo lugar na Pictures of the Year International .

A melhor explicação é que os incêndios, iniciados em 1916, são o resultado de minas de carvão que foram fechadas incorretamente. Vinte anos atrás, a terra abriu e destruiu 250 casas em apenas duas horas. Com o tempo, as chamas consumiram 41 milhões de toneladas de carvão, no valor de bilhões de dólares. Hoje, cerca de 70 incêndios estão em chamas. As pessoas vivem entre fumaça e vapores tóxicos que constantemente saem da terra, causando problemas respiratórios e de pele.

"Inferno na Terra" queima há mais de 100 anos nesta cidade da Índia
A situação nunca esteve tão ruim. A terra está literalmente em chamas. Montanhas inteiras estão queimando, casas desaparecem e as pessoas estão morrendo. Foto: Johnny Haglund

Haglund experimentou o perigo e o desconforto ao visitar Jharia e a região ao redor em 2014.

Ele disse:

No final de cada dia, eu tinha uma camada de carvão nas minhas roupas e na minha pele e, às vezes, sentia que meu rosto estava queimando. Eu tinha botas muito pesadas, mas às vezes apenas andando ao redor do local as solas quase derretiam.

Para ganharem a vida, algumas pessoas roubam carvão das mais de 20 minas, vendendo-o nos mercados locais ou usando-o para cozinhar e aquecer. Embora possam passar despercebidos pelas autoridades, esses indivíduos geralmente são feridos ou mortos, caindo em fissuras. Muitos deles são crianças, lutando contra os aterros da mina com cargas pesadas.

"Inferno na Terra" queima há mais de 100 anos nesta cidade da Índia
Crianças vivendo ao redor do local correm perigo. Foto: Johnny Haglund

Hunglund disse:

Eu trabalho [como fotojornalista] há muitos anos e nunca me acostumo a crianças que sofrem. Vi crianças pequenas – seis ou sete anos – carregando carvão sem sapatos, respirando aquele ar. Foi terrível.

Incêndios subterrâneos são notoriamente difíceis de apagar. Um incêndio semelhante em Centralia, no estado da Pensilvânia (EUA), queima há décadas, o que forçou a maioria dos moradores a se mudar. Alguns especialistas dizem que Jharia tem carvão suficiente para queimar por outros 3.800 anos. O fogo pode ser extinto com areia, água ou cortando o suprimento de oxigênio.

"Inferno na Terra" queima há mais de 100 anos nesta cidade da Índia
Jharia: Um inferno na Terra. Foto: Johnny Haglund

Os esforços para realocar moradores foram prejudicados por assaltos burocráticos e resistência local. Haglund diz que conversou com muitas famílias que se mudariam com prazer, mas disse que o governo não lhes ofereceu dinheiro suficiente e que não podem sair por conta própria. “Eles se sentem presos”, diz ele.

(Fonte)

É incompreensível o fato do governo daquele país não ter solucionado essa questão para as famílias da região. Um país de cultura milenar como a Índia deveria já ter se estruturado de forma muito mais humana para com seus habitantes. Mas isto nunca vai mudar, independentemente do tempo que uma cultura existe, enquanto humanos absurdos são mantidos no comando.

Deixe sua opinião na área de comentários mais abaixo e não esqueça e visitar nossa página principal clicando aqui. Muitas outras coisas interessantes – e muitas vezes estranhas e absurdas – estão ocorrendo neste planeta…


Compartilhe a notícia com o planeta!

3 COMENTÁRIOS

  1. E lamentável mas a Índia ainda não se libertou por completo da tal casta , essas pessoas que vivem lá não tem valor para eles , são pobres , sem cultura e por isso pouco importa . Eu , com ou sem ajuda já teria saído do local e eles são tão espiritualizados mas agem de forma incompreensível .

Deixe uma resposta