John Lennon: “O mundo é dirigido por pessoas insanas, com objetivos insanos”

Compartilhe a notícia com o planeta!

O artigo abaixo é apresentado aqui para a apreciação de nossos leitores e posterior opiniões na área de comentários mais abaixo. Você concorda com o que é informado no artigo e com o ponto de vista de John Lennon?

John Lennon: “O mundo é dirigido por pessoas insanas, com objetivos insanos”

Entre as guerras contra o terror e as drogas, os desastres econômicos recorrentes e o desaparecimento da classe média, as guerras raciais, as grandes empresas farmacêuticas, os organismos geneticamente modificados e o lobby corporativo, está claro que precisamos desesperadamente de mudanças e você deve até imaginar como chegamos aqui.

Foi nos meus últimos anos do ensino médio que comecei a sentir um alívio por algo que me incomodava há muito tempo: comecei a perceber como o mundo realmente funciona. Agora, aos 30 anos, entrevistei e trabalhei com muitos dos principais pesquisadores na área da busca da verdade. Essas conversas iluminaram muitas verdades sobre o nosso mundo, mas nada além disso: nosso mundo é dirigido por psicopatas.

Quero ser bem claro aqui – meu objetivo não é julgar esses homens e mulheres ou chamá-los de maus, nem provocar emoções fortes entre meus leitores. Trata-se de dar uma boa olhada no que realmente está acontecendo em nosso mundo, para que possamos realmente começar o trabalho de mudar isso.

Por mais difícil que tenha sido para mim, cheguei a uma conclusão inevitável e profundamente perturbadora. Acredito que um grupo de elite de pessoas e as empresas por eles administradas conquistaram controle não apenas sobre energia, suprimento de alimentos, educação e assistência médica, mas também sobre praticamente todos os aspectos de nossas vidas; e eles fazem isso controlando o mundo das finanças. Não criando mais valor, mas realmente controlando a fonte de dinheiro.

Foster Gamble (Thrive)

Por que isto é importante?

Você sabe; você sente isso. Algo não está certo no nosso mundo e, a cada dia que passa, mais e mais pessoas estão percebendo isso em grande escala. Em 2016, testemunhamos milhões começarem a perceber como as eleições (EUA) são fraudadas e que realmente não temos escolha sobre quem nos governa.

Começamos a aprender que nossos líderes mundiais estão intimamente envolvidos com empresas que financiam o terror e que a Guerra ao Terror é amplamente fabricada para justificar certas ações.

Chegar a entendimentos como esses mostra uma mudança em nossa consciência geral como um planeta, e nos ajuda a perceber como podemos avançar. Deveríamos continuar votando, esperando ver mudanças, quando não é assim que nosso mundo realmente funciona? Deveríamos gastar dinheiro apoiando empresas que estão nos prejudicando e ao nosso meio ambiente? Deveríamos apoiar o sistema médico às cegas, em vez de trabalhar para criar uma saúde e bem-estar melhor, a fim de ter menos doenças de forma geral?

Quanto mais entendemos como o jogo funciona, mais podemos determinar como mudá-lo. Pense da seguinte maneira: imagine que você está jogando um jogo e descobre que alguém está trapaceando, manipulando as regras para você sempre perder. Você pode se levantar, ir embora e se recusar a continuar jogando. Como essa pessoa não pode jogar sozinha, ela será forçada a parar completamente. De certo modo, é exatamente para isso que precisamos trabalhar.

Uma transformação na consciência vem do entendimento, o que leva a novas ações, o que ajuda a criar um mundo diferente e a trazer soluções. Mas isso começa com conhecimento e consciência.

John Lennon disse a verdade

O nome de John Lennon é sinônimo de paz e ativismo político. Ele sempre foi um pouco rebelde, mesmo no começo da vida, e ajudou milhões a pensarem de maneira diferente sobre o mundo. Sua música “Give Peace a Chance” (Dê uma Chance à Paz) se tornou um hino para o movimento anti-guerra e ainda hoje é ouvida durante marchas pela paz em todo o mundo.

Mais conhecido por seu tempo com os Beatles, John sempre teve visões fortes sobre política e hoje pode ser igualmente conhecido por seu ativismo e sabedoria.

Imagine all the people living life in peace. You may say I’m a dreamer, but I’m not the only one. I hope someday you’ll join us, and the world will be as one.

(Imagine todas as pessoas vivendo a vida em paz. Você pode dizer que eu sou um sonhador, mas eu não sou o único. Espero que um dia você se junte a nós e o mundo seja um.)

You don’t need anybody to tell you who you are or what you are. You are what you are!

(Você não precisa de ninguém para lhe dizer quem você é ou o que é. Você é o que você é!)

My role in society, or any artist’s or poet’s role, is to try and express what we all feel. Not to tell people how to feel. Not as a preacher, not as a leader, but as a reflection of us all.

(Meu papel na sociedade, ou o papel de qualquer artista ou poeta, é tentar expressar o que todos nós sentimos. Não para dizer às pessoas como se sentir. Não como pregador, não como líder, mas como um reflexo de todos nós.)

Em 6 de junho de 1968, Peter Lewis conversou com Lennon e Spinetti sobre uma nova peça na qual estavam trabalhando. A entrevista filmada iria ao ar na BBC-2 como parte do programa de artes Release. Este é um clipe dessa entrevista.

[Infelizmente a entrevista abaixo não conta com legenda em português, mas mesmo pessoas com pouco conhecimento de inglês podem perceber o que John Lennon transmite, afirmando que nossa sociedade é dirigida por pessoas insanas, com objetivos insanos (e ele os governos dos Estados Unidos, Rússia e China).]

(Fonte)

E você, o que acha?

Deixe sua opinião na área de comentários mais abaixo e não esqueça e visitar nossa página principal clicando aqui. Muitas outras coisas interessantes – e muitas vezes estranhas e absurdas – estão ocorrendo neste planeta…


Compartilhe a notícia com o planeta!

1 COMENTÁRIO

  1. Sou um pouco mais velho do que John Lennon seria hoje se estivesse vivo e antes dele declarar isso eu já sabia que realmente muitos dos que governam o mundo são psicopatas… e não há exceção em país algum, embora seja mais acentuado em governos comunistas e de capitalismo extremo. É o roto falando do rasgado. E mais psicopatas do que eles são seus seguidores ferrenhos…massas de manobra.

Deixe uma resposta